Escolha uma Página

Você já ouviu falar de dopamina? A dopamina é um neurotransmissor (substância química que permite o impulso nervoso de um neurônio a outro) responsável, entre outras coisas,  pela nossa motivação, impulso, foco, concentração e produtividade. Tem papel importante em vários distúrbios mentais, como na depressão, nos vícios, e no transtorno de déficit de atenção e hiperatividade (TDAH), por exemplo. É muito importante que as pessoas apresentem concentrações adequadas dessa substância, para que possam sentir-se bem e estabelecer boas relações interpessoais. A falta de dopamina no organismo leva a sintomas como desânimo, apatia, dificuldades de memória, desconcentração. No mundo corporativo, estar motivado, concentrado, ter foco e ser produtivo é fundamental para quem quer ser um bom profissional.

Podemos aumentar o nosso nível de dopamina?

Por meio de pesquisas, já se sabe que há algumas formas de estimular a produção de dopamina no cérebro: manter atividade física regular, meditar, ouvir músicas e alimentar-se bem são alguns dos caminhos.

Os alimentos e a dopamina

A dopamina é sintetizada a partir de um aminoácido, a tirosina. Embora o nosso corpo seja capaz de “fabricar” tirosina, é importante também ingerir quantidades suficientes dela para que possa produzir adequadamente as quantidades necessárias de dopamina. E em que alimentos esse aminoácido pode ser encontrado? Aqueles de origem animal (carnes, ovos, leite e derivados), grãos e cereais, sementes e castanhas, soja, banana, abacate, melão são os que concentram as maiores quantidades de tirosina. Uma alimentação variada e saudável, com baixas quantidades de alimentos industrializados, já contempla as quantidades necessárias desse nutriente.

Para saber mais:

  • Artigos:
  • Vídeo: